domingo, 25 de dezembro de 2011

Ana Moreira, LIBERTA_TE

falta-lhe sair da redoma de actriz em estado de morte eminente, era óptimo que a convidassem para um filme que a obrigasse a sair da esfera de realizadores muito próprios ou muito fechados, com menos contenção e rigidez, mais livre, com menos rigor na direcção, menos experimentalistas, espanha, estados-unidos, frança, onde pudesse ser mais humana e menos personagem, todos sabemos que ela é perfeita quando sofre e se auto-mutila, mas há a outra face da ana moreira que não conhecemos... e o tempo esse, não pára...

Sem comentários:

Enviar um comentário