segunda-feira, 16 de maio de 2011

gente que ganha a vida a dizer coisa nenhuma, psicologia e croquetes

1º lugar - Eduardo Sá, o psicólogo cor-de-rosa
a geração da psicologia infantil explicada por gente que lança livros (deve ler-se ganham a vida) e que tentam explicar usando os pais e os filhos como atrasados mentais, que tudo o que já foi dito e apreendido por experiência própria e que no essencial e numa sociedade normal deveria acontecer normalmente, pode ser reescrito e propagado como algo de inovador, fundamental, do tipo televisão-lixo, ou psicologia cor-de-rosa, abusando do aproveitamento da pobreza intelectual que genericamente constitui o grosso da sociedade portuguesa, do novo riquismo e do alienamento completo da auto-avaliação de si e dos filhos...

Sem comentários:

Enviar um comentário