terça-feira, 5 de abril de 2011

É apenas entretenimento...

Não é uma obra-prima, nem sequer quer ser, mas é um bom exercício sobre jovens endinheirados e betinhos num campus universitário, incluindo a descoberta sexual, as drogas, e a relação com os pais ausentes, é uma comédia resolvida, com motivos suficientes para ser vista, entre a realidade e a ilusão, as dúvidas existenciais, e aquele snobismo de quem não quer saber... há falta de profundidade nas personagens, mas não compromete por querer ser o que não é.

Sem comentários:

Enviar um comentário